Cuidados com os DentesPlanos OdontológicosTodos os PostsTudo Sobre Dor de Dente

Ulotomia: o que é e como funciona

Se você ou sua família visitam o dentista com frequência certamente você já deve ter ouvido falar no termo ulotomia. É uma palavra bem diferente, não é? Mas para muitas pessoas ela já soa bem familiar.

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player!

Porém, antes de saber o que é e como funciona é preciso entender o que a torna necessária, afinal, sem entender a sua necessidade não faz sentido saber seu funcionamento.

Neste artigo você saberá o que é a ulotomia, para que serve e como funciona. Destacamos no texto tudo o que você precisa saber para tirar as suas principais dúvidas.

Economize com dentista! Faça um plano odontológico pagando a partir de R$ 24,93 e tenha acesso a mais de 28mil dentistas no Brasil!


Ulotomia: O que é?

Ulotomia

Ulotomia é um procedimento que consiste em um corte na gengiva com o objetivo de facilitar a saída do dente.

Algumas pessoas o confundem com a ulectomia, que possui a mesma finalidade, porém é um procedimento um tanto mais complexo, pois nele é necessário remover parte da gengiva como forma de permitir a passagem do dente.

Quando é necessário fazer uma ulotomia?

A ulotomia é indicada em casos em que a erupção dentária fica por algum motivo impedida de acontecer.

Quando há um retardo na erupção do dente, seja ele de leite ou permanente, a ulotomia é indicada.

Outra situação em que se faz necessária a ulotomia é quando acontecem os cistos ou hematomas de erupção.

Essa situação pode ocasionar dor e incômodo, então a ulotomia é realizada com a finalidade de fazer uma drenagem no fluido cístico, expondo assim a coroa do dente à boca.

O que é erupção dentária?

Erupção dentária é quando os dentes abrem espaço na gengiva para crescer, ficando a sua coroa à mostra.

É um processo fisiológico e acontece naturalmente quando os dentes estão se formando e fazendo a sua migração do intra-ósseo para assumir a sua posição e funcionalidade na cavidade bucal.

O que pode interferir na erupção dentária?

Alguns fatores podem causar interferência na erupção dentária. No caso dos dentes permanentes há tanto fatores sistêmicos como fatores locais.

Fatores sistêmicos

Entre os fatores sistêmicos responsáveis pela interferência da erupção dentária estão o hipotireoidismo, o hipopituitarismo e a disostose cleidocraneana.

Fatores locais

Entre os fatores locais estão alguns traumas ou mesmo a perda dos dentes decíduos, a fibrose da mucosa gengival, os dentes supranumerários, o odontoma e os cistos.

Também é comum acontecer essa interferência quando há ma fibrose da mucosa gengival.

Neste caso o dente permanente acaba perdendo “a força de nascer”, ou seja, por existir essa barreira no tecido gengival o dente não acaba ficando incapaz de penetrá-lo.

Ulotomia: como fazer?

Exames pré-operatórios

A ulotomia é um procedimento cirúrgico, portanto, antes de realizá-lo é necessário que sejam feitos exames para o diagnóstico e confirmação do quadro.

Assim, é evitado que a cirurgia seja indicada em casos inadequados, o que seria um erro grave.

Por meio dos exames radiológicos e clínicos é detectada a presença de um aumento de volume, além da modificação na coloração local, que se torna bem mais pálida.

Fica visível e notório nesses exames que ali há um dente não irrompido e que algo precisa ser feito para solucionar o caso.

Processo cirúrgico

Antes de qualquer procedimento cirúrgico é aplicada a anestesia local. Com a ulotomia não é diferente, afinal, é um procedimento delicado, embora simples, mas que necessita do adormecimento local.

Um corte é feito no tecido gengival, justamente na parte responsável por revestir a face incisal ou oclusal da coroa do dente.

Ulotomia: tratamento da má oclusão

A ulotomia, de maneira resumida, é uma forma de tratar a má oclusão. Mas como foi mencionado neste artigo, ela é indicada em casos específicos. Por isso, se você percebeu alguma alteração na erupção dentária, procure seu dentista.

Fazer consultas de rotina pode ajudar a prevenir e diagnosticar precocemente problemas como a má oclusão. Portanto não deixe de ir periodicamente ao dentista. Sua saúde bucal merece esse cuidado.

Mostrar mais

Alexandre Putrick

Alexandre Putrick é especialista em produção de conteúdos focados na área de saúde bucal e é autor no Blog Minha Saúde Bucal. Possui centenas de conteúdos publicados em diversos portais, atuando hoje com foco no Blog Minha Saúde Bucal. Atualmente, produz conteúdos focados em auxiliar os leitores em cima de problemas odontológicos, mau hálito, dor de dente, tratamento de canal, gengiva, implantes, próteses, tratamento de canal e outros. Também é autor do BlogSaude.net.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar