Cuidados com os DentesRemédiosTudo Sobre Dor de Dente

Qual o Melhor Antibiótico para dor de dente?

Quando a dor de dente bate, pode ser bastante doloroso para você. Nisso, busca as melhores opções para melhorar a situação, mas aí qual antibiótico para dor de dente escolher?

  •     Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player!

Afinal, há muitas causas para dor de dente, o que acaba trazendo muitas situações para uso do antibiótico. Há ainda contraindicações e reações alérgicas, entre outros efeitos negativos ao organismo.

Dessa forma, é importante ter um bom leque de antibiótico para dor de dente, mas qual o melhor? Prossiga com a leitura do artigo e descubra qual deve ser sua opção!

Economize com dentista! Faça um plano odontológico pagando a partir de R$ 24,93 e tenha acesso a mais de 28mil dentistas no Brasil!


Em quais casos tomar antibiótico para dor de dente?

Dores de dente podem ser provocadas pelas mais diversas situações: pode ser uma restauração mal adaptada, toque prematuro (contato inadequado entre dentes), fraturas, entre outras.

Também possui diversos tratamentos, o que pede pela presença de um médico profissional capaz de indicar o melhor tratamento. No entanto, quando tomar antibiótico para dor de dente?

Existem situações específicas onde o trauma ou cárie acabam por levar à necrose do dente. Isso indica uma infecção, que conta com diagnóstico de sintomas específicos, como dor de dente.

Dessa forma, é recomendado o uso de antibiótico para dor de dente, de maneira preventiva ou curativa. Ele ainda pode ser associado com um analgésico para controlar a dor com maior eficácia.

Porém, você deve contar com o apoio médico para entender qual o melhor antibiótico para sua situação, a dose e por quantos dias deve tomar.

Economize com dentista! Faça um plano odontológico pagando a partir de R$ 24,93 e tenha acesso a mais de 28mil dentistas no Brasil!


Antibiótico para dor de dente: qual o melhor?

antibiótico para dor de dente

Não existe exatamente o melhor, mas alguns costumam ser mais eficientes em certos casos. Há algumas indicações que você precisa conhecer, mas nunca se esqueça de contar com a orientação do médico.

Amoxicilina

Versão mais forte da Penicilina, é indicada para dor de dente forte e/ou infecções mais graves. É utilizada através de injeção intravenosa em duas aplicações, mas em alguns casos é combinado com clavulanato de potássio.

É contraindicado para pacientes com reações alérgicas ou hipersensibilidade à penicilina, além de portadores de disfunção do fígado ou icterícia.

Ampicilina

Um dos antibióticos mais recomendados para dor, pois sai do organismo com facilidade, sem deixar resíduos que prejudiquem outras áreas. Sua ação acontece poucos minutos após administração da dose, mantendo-se ativo por 6 horas ou mais.

Da mesma forma que a Amoxicilina, é contraindicado para pacientes com reações alérgicas ou hipersensibilidade à penicilina/cefalosporinas. Para mulheres grávidas, é necessário orientação médica.

Penicilina G

Um dos antibióticos mais eficientes – e também um dos mais recomendados pelos dentistas, funcionando para infecções na raiz do dente ou gengiva. É ingerido através de injeção intramuscular ou comprimido.

É contraindicado para pacientes com reação alérgica ou hipersensibilidade à penicilina/cefalosporina. Para casos de gravidez, é necessário orientação médica, pois pode ser eliminado no leite.

Além disso, pode ter reações como erupção na pele ou urticária, até mesmo reações no local de aplicação.

Clindarix

Antibiótico recomendado para diversas infecções, como as dentárias, o fosfato de Clindamicina funciona de maneira injetável através de intramuscular ou intravenosa. É mais do que importante que seja usado com orientação médica.

Da mesma forma, não deve ser usado em caso de reações alérgicas ou hipersensibilidade do paciente à clindamicina, lincomicina ou outros componentes. Alguns de seus efeitos colaterais são diarreia e inflamação do cólon.

A importância do dentista e de um tratamento profissional

antibiótico para dor de dente dentista

Em muitos casos, um tratamento costuma ser bem mais eficiente que o uso de antibióticos. Por exemplo, em um abscesso dentário, é mais recomendado incisão e drenagem, tratamento de canal ou extração do dente (isso em último caso).

Em outras situações, é mais prático uma restauração (em caso de quebra ou rachadura) ou tratamentos para gengivite e periodontite. Até mesmo em cáries mais superficiais, pode ser feito o tratamento de obturação.

E não, não é um processo tão caro, pois você pode contar com um plano odontológico, uma ideia bem mais econômica. Um plano costuma dar cobertura completa para todos esses tratamentos, o que permite não gastar individualmente com cada um.

Ainda permite uma solução bem mais definitiva, além de orientação médica mais profunda. Por exemplo, tendo um médico de sua confiança, você pode entender mais sobre qual o melhor antibiótico para dor de dente.

Mostrar mais

Edson Valle Iancoski

Com mais de 10 anos de experiência na produção de conteúdo com foco na área de saúde Bucal, é o redator chefe do blog Minha Saúde Bucal. Possui atualmente centenas de conteúdos postados em diversos portais, como Exame, Veja, Infomoney, Agência o Globo e outros. No Blog Minha Saúde Bucal trabalha produzindo conteúdos focados em problemas bucais, como dor de dente, tratamento de canal, remédios para dor de dente, remédios para gengiva, tártaro, entre outros. Também produz conteúdos falando sobre estética, envolvendo implantes, clareamento, aparelho ortodôntico e outros. Também é autor do BlogSaude.net.

Artigos relacionados

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar