pus na gengiva

Pus na gengiva: o que é e como tratar?

A ocorrência de pus na gengiva assusta em um primeiro momento. O medo em relação a esse sintoma tem como causa o desconhecimento de um problema conhecido como abscesso dentário.

  •     Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player!

O abscesso pode ter causas diversas, mas trata-se de um transtorno doloroso. Além disso, caso não seja tratado de maneira adequada, pode ocasionar problemas ainda mais difíceis de tratar.

Com o intuito de tratar desse assunto de maneira mais detalhada, apresentamos um conteúdo específico sobre ele. Explicamos seu conceito e como é possível tratá-lo. Confira!

Economize com dentista! Faça um plano odontológico pagando a partir de R$ 24,93 e tenha acesso a mais de 28mil dentistas no Brasil!


O que pode ser pus na gengiva?

Na maioria dos casos em que há a ocorrência desse sintoma, tem-se o que se chama de abscesso dentário.

Esta é uma condição caracterizada por causar muita dor e necessitar de uma intervenção odontológica imediata.

No entanto, é importante ressaltar que pode não haver nenhuma dor em alguns casos, o que não diminui a necessidade de tratamento urgente.

Caso não seja tratada, esse tipo de infecção pode comprometer a vitalidade do dente e até do osso.

Em linhas gerais, pode-se definir o abscesso como uma espécie de tumor ou cisto de coloração esbranquiçada que pode surgir nos dentes e gengivas.

Dito de outro modo, é uma infecção bacteriana que se agravou devido a ausência de cuidados.

Caso não seja tratado logo, o abscesso pode chegar à raiz do dente, tornando-se então um abscesso periapical.

Nesse caso, o canal radiculado é contaminado pelas bactérias. Daí, pode passar para a raiz do dente, chegando à estrutura óssea que lhe dá sustentação.

Outra possibilidade é que ele se torne um abscesso periodontal ao atingir áreas da gengiva em torno do dente.

Isso ocorre devido ao fato de haver acúmulo de restos de alimentos na região situada entre os dentes e a gengiva. Em alguns casos mais severos, esses restos podem ficar entre o osso e a gengiva.

É necessário ressaltar ainda que o abscesso traz riscos não somente à saúde bucal.

Isso porque essa infecção pode se espalhar pela circulação sanguínea e possibilitar o surgimento de outros problemas de saúde.

Como tratar o pus na gengiva

Para combater o problema em casa, pode-se enxaguar a boca com uma solução de água salgada. A água deve estar morna.

No entanto, esta não é uma solução definitiva para o problema, sendo antes uma forma de aliviar alguns dos sintomas.

Para tratar essa condição de maneira efetiva, faz-se necessária uma consulta ao dentista.

No consultório, podem ser realizados os procedimentos iniciais. Mediante estes já se pode conseguir uma melhora significativa das dores.

Inicialmente, o abscesso é drenado pelo dentista, ou por meio dos dentes, ou através dos tecidos moles.

No caso da drenagem feita a partir dos tecidos moles, o método consiste em um corte que permita a retirada de todo o pus e posterior limpeza da área afetada.

Essa limpeza deve ser realizada com substância antisséptica específica, de modo a garantir que bactérias não voltem a infectar a região.

No caso de abscessos presentes nos dentes, tem-se a necessidade de se broquear o dente com o intuito de chegar a seus canais.

A partir daí, o dentista pode então realizar a drenagem do pus que acomete o dente.

Após a realização do procedimento, o profissional responsável pode receitar antibióticos e anti-inflamatórios para o tratamento da infecção e controle da dor.

Consultando um dentista para tratar o problema

Pode-se concluir então que a única forma de se tratar esse problema de maneira definitiva é se consultando com um dentista.

Além do que, a importância do tratamento do pus na gengiva diz respeito não somente à saúde bucal, mas evita outros problemas graves, como a sepse.

E você, conhece algum caso de abscesso dentário? Tem alguma dica de como se pode evitar esse problema? Compartilhe conosco!