fbpx
profilaxia dental

Profilaxia Dental: O que é?

Parte dos cuidados regulares que uma boca deve ter se tratam da limpeza constante dessa região do corpo. Nada é mais eficiente contra doenças do que uma boa higienização bucal e a profilaxia dental faz parte disso.

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player!

Uso de creme dental com flúor, de fio dental, de enxaguantes bucais e muito mais diariamente é sempre importante. No entanto, uma limpeza dental feita por um dentista é o ponto alto para manter um bom cuidado bucal.

E se você quer saber mais sobre profilaxia dental, prossiga com a leitura do artigo e conheça mais sobre esse procedimento!

O que é profilaxia dental?

profilaxia dental

Profilaxia dental se trata de uma limpeza dentária que ocorre pelas mãos de um cirurgião dentista. Isso a difere de uma limpeza cotidiana feita com materiais e produtos encontrados em loja, como creme dental, fio dental e enxaguante bucal.

No caso desse procedimento, todos os produtos usados são encontrados apenas no consultório odontológico.

Além disso, cada dente é higienizado de forma individual pelo dentista, indo da parte mais interna até a mais profunda da gengiva. Dessa forma, é uma limpeza mais completa e detalhada do que a tradicional.

Assim, seu objetivo é claro: manter a boca saudável e distante dos riscos de doenças periodontais e bucais (gengivite, cáries entre outros). Além do mais, é importante esse procedimento, pois permite o acompanhamento constante do dentista.

Por que deve ser feita a profilaxia dental?

Mesmo com limpeza constante e correta, com escovação e uso de fio dental, ainda é possível que se acumule tártaro e placa bacteriana na boca. Isso é ainda mais problemático quando a pessoa se encontra em tratamento ortodôntico.

Afinal, o aparelho costuma dificultar a higiene do paciente, o que consequentemente aumenta a retenção de placa.

Dessa forma, a profilaxia dental deve ser feita de forma a evitar tais problemas e outros como:

  • Cáries;
  • Periodontite;
  • Gengivite;
  • Tratamentos mais profundos.

Como é feita a profilaxia dental?

A profilaxia dental é composta por algumas etapas comuns à limpeza, todas com um papel específico no combate aos problemas dentários.

Tartarectomia

Sempre primeira etapa da profilaxia, é justamente a parte onde é tratada a retirada do tártaro através do aparelho ultrassom. No entanto, é feito também em instrumentos curetas para raspagem ou remoção do tártaro.

Jateamento

Geralmente feita após a tartarectomia, envolve o uso de um jato com bicarbonato de sódio, cuja função é a remoção da placa bacteriana e tártaro. Também é usado para polir e proteger o dente do paciente.

Escovação completa

Em caso de ser necessário, o dentista pode ainda fazer uma escovação completa com uma escova semelhante às elétricas, mas específica dos dentistas. Junto da escova, o dentista usa de um creme dental específico do consultório e de fio dental.

Flúor

A aplicação do flúor é sempre a última etapa da profilaxia dental e possui como função a manutenção de frescor da boca. Além disso, devolve os minerais perdidos e fortifica os dentes.

Qual deve ser a frequência da profilaxia dental?

A frequência da profilaxia dental varia de caso para caso, mas o comum é que ocorra de seis em seis meses. Nesse caso, a profilaxia é tratada mais como um procedimento de check-up e serve para acompanhamento do dentista.

Porém, em casos de acúmulo de placa bacteriana e tártaro, a frequência pode chegar a diminuir para de 3 em 3 meses. O contrário também ocorre: a profilaxia pode acontecer apenas de ano em ano.

No entanto, apenas o dentista pode recomendar o tempo correto.

É importante contar com um plano odontológico para esse procedimento?

Por ser um procedimento de necessidade regular, o que significa presença mais de uma vez no consultório, pode pesar no seu orçamento. No entanto, é um processo necessário – e que você pode economizar se tiver um plano odontológico.

Além da economia, você conta com acompanhamento de um dentista de sua confiança para a profilaxia dental. Dessa forma, a constância de consultas tornará mais fácil detectar uma possível cárie, por exemplo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *