fbpx
dentes encavalados

Dentes Encavalados: Como tratar?

Muitas expressões são utilizadas para o desalinhamento dos dentes, muitos chamam de dentes encavalados, dentes tortos, dentes entramelados etc. No entanto, independente da expressão utilizada, a questão será como resolver.

  •     Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente no player!

Muitos fatores podem influenciar no tipo de tratamento que será utilizado para corrigir possíveis desalinhamentos dos dentes, assim, iremos tratar das causas e quais as soluções.

Assim, traremos mais informações sobre a ortodontia, que é a especialidade responsável pela correção dos dentes que estejam tortos. É importante lembrar que este problema precisa realmente ser tratado com um especialista da área.

Economize com dentista! Faça um plano odontológico pagando a partir de R$ 24,93 e tenha acesso a mais de 28mil dentistas no Brasil!


Dentes encavalados: Quais as causas?

dentes encavalados

Os dentes tortos ou encavalados podem ter origem genética, hábitos parafuncionais, traumatismos e nascimento de siso. Detalharemos um pouco de cada uma dessas causas logo a seguir:

  • Genética: A nossa formação genética determina a formação do nosso corpo e, isto inclui também, o tamanho da nossa arcada dentária, o tamanho dos dentes, maxilares etc.

O que muitas vezes ocorre é a desproporcionalidade entre os dentes e maxilares ou uma malformação facial que pode ser provocada durante o parto. Ambos podem ocasionar o encavalamento por falta de espaço.

  • Hábitos parafuncionais: São hábitos que podem entortar os dentes, tais como: chupar o dedo, roer a tampa da caneta, roer unhas, excesso de pressão da língua contra os dentes, chupar chupeta etc.
  • Traumatismo: Este também pode ocasionar o encavalamento dos dentes devido a quedas, lesões, pancadas etc.;
  • Nascimento do Siso: Pode ocorrer na fase adulta, visto que os dentes irão buscar espaço para nascer, caso não encontrem, acabam por empurrar uns sobre os outros.

Dentes encavalados – Tratamento

Muitas já conhecem o tratamento mais comum, que é o uso de aparelho ortodôntico, outra forma de tratamento é o recurso da colocação de próteses fixas e, por fim, as placas alinhadoras. Abaixo iremos detalhar cada uma delas: 

  • Aparelho ortodôntico: É o mais comum dos tratamentos para correção dentária, podendo ser utilizada de duas formas: aparelhos móveis e aparelhos fixos. O móvel é indicado apenas para adolescentes e adultos; e o outro para crianças.

O tempo de tratamento também será variável, dependendo apenas da gravidade do problema que será avaliado pelo dentista. O aparelho fixo possui bráquetes, metais ou de porcelanas, que são coladas aos dentes.

No aparelho móveis, mais utilizados em criança, é eficiente apenas enquanto está sendo formada a arcada dentária, por tempo específico da formação dos dentes fixos.

  • Próteses dentárias – Apenas quando o espaço permite a inclusão de uma prótese dentária, que será realizada através de coroas ou pontes. Assim, através do desgaste e da desvitalização ocorre a correção;
  • Placas alinhadores transparentes – É a mais nova opção do mercado, possui diversos benefícios, tais como: são removíveis, por isso facilitam a higiene, tratamento rápido, sem dores e sem impacto estético.

Desta forma, para saber qual o tratamento mais adequado para o seu problema, será necessário consultar um dentista especialista em ortodontia para fazer uma análise do seu caso, determinando tratamento e o tempo deste.

É importante salientar que o tempo médio de tratamento será de acordo com o problema do paciente, mas varia entre 12 e 36 meses, com manutenções mensais para aparelho fixo e 2 em 2 meses para aparelhos móveis.

O preço também é variável, pois será cobrada a avaliação, os exames e a manutenção que é mensal. Por isso, é preciso realizar uma pesquisa, além disso, para quem tem plano odontológico os preços são mais acessíveis.

Conclusão

Com as informações acima mencionadas, podemos entender as principais causas do desalinhamento dos dentes e como é possível tratá-lo, sendo assim, fica mais fácil compreender quais as opções que possui para realizá-lo.

 Por fim, o importante é que o dentes encavalados sejam tratados da forma indicada por um especialista, por isso, evite buscar soluções caseiras ou com pessoas que não são especialistas no ramo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *